Maricá/RJ,

Leituras

Maio de 2008

Leituras




MACHADO: O MAIS UNIVERSAL DOS ESCRITORES BRASILEIROS.

Uma homenagem no Centenário (Direto da Editoria)

O ano de 2008 começou com preparativos em várias áreas, para as comemorações do Centenário de morte de um dos maiores escritores brasileiros – pelo menos, o mais universal de todos: Joaquim Maria MACHADO DE ASSIS.

Dentre dezenas e dezenas de acontecimentos que a mídia divulgará ao longo do ano, destacamos: será lançado na Biblioteca do Congresso dos EUA, o volume “On Machado de Assis – Portuguese Literary & Cultural Studies 14-15”, a ser publicado pela Universidade de Massachusetts-Dartmouth, que promoverá uma revolução na percepção que se tem do escritor, no exterior _ estão previstos lançamentos na Universidade de Yale, na Universidade de Princeton e na Universidade do Rio de Janeiro (UERJ) e a Editora Nova Aguilar, associada ao Grupo Ediouro, está complementando o projeto de reedição da obra completa de Machado; vários filmes baseados em sua obra retornarão às telas; minisséries; obras críticas consagradas reaparecerão nas prateleiras; outras, novas, serão lançadas na busca por alguma abordagem inédita que possa ter escapado ao exame dos milhares de críticos e estudiosos da obra machadiana; e as escolas, nos vários níveis, cobrarão de seus alunos: trabalhos, as famosas “Semana Machado de Assis”, cartazes, seminários, leituras para a prova, etc, etc, etc.
Evidente que queremos, também nós, prestar nossas homenagens ao “Bruxo”, mas com as perguntas, os questionamentos e lembretes de sempre, por exemplo:

a) você já leu Machado?
b) quantas ou quais obras, dele?
c) conhece alguns detalhes da sua biografia?
d) tem noção da importância do escritor para a cultura brasileira?
e) seu professor já conversou sobre a obra de Machado de Assis, em sala de aula?
f) ele já leu?

Pois é. São muitas, as perguntas possíveis e cabíveis. Justamente, porque, é de suma importância desvendar o legado diversificado e múltiplo, deixado por Machado à nação brasileira.
Neste momento, a Percursos inicia suas homenagens ao grande Machado. Em setembro, mês do centenário, continuaremos dando ênfase à sua história.
Entretanto, de que valerá essa herança, se as novas gerações não o conhecerem de perto – não, apenas, “de ouvir falar”?
Não, apenas, para cumprir obrigações escolares e garantir a nota do bimestre?
Não, apenas, para justificar as programações pedagógicas das escolas e os eventos dos espaços culturais?
É fundamental aproveitarmos este momento. Aproveitarmos as comemorações em torno de seu nome, todos os pretextos possíveis, sim, para que todos nós, brasileiros, sintamos orgulho deste brasileiro típico, carioca do Rio de Janeiro, homem simples, autodidata, que se transformou num símbolo da literatura universal.

Joaquim Maria Machado de Assis – 21/06/1839 (RJ) - 29/09/1908 (RJ).

0 deixe seu comentário aqui:

Visitantes recentes

Comentários recentes

Notícias

  © Template 'Kilombo Cultural' by Patrícia Custódio

Back to TOP