Maricá/RJ,

UM LIVRO

Sonho,
o governo
que não me governe.
Sonho
o salário
que não me compre a fome,
que me vista
e que me dê um livro!
Sonho
o caminho
que não me obrigue à volta.
Sonho
com a curva
que não me tire
a visão das minhas marcas
no chão que me sustenta.
Sonho, enfim,
com um sol de liberdade tal
que não me traga sede
mas me faça sombra,
proteção
à flor humilde,
sem perfume,
só cores,
mas filha de um espinho
que me desperte
para um governo
que não me governe,
um salário
que não me compre a fome,
que me vista
e que me dê
um livro...

Fernando Mendes – Jornalista, escritor.
São Gonçalo/ Rio de Janeiro

0 deixe seu comentário aqui:

Visitantes recentes

Comentários recentes

Notícias

  © Template 'Kilombo Cultural' by Patrícia Custódio

Back to TOP