Maricá/RJ,

Os ícones negros do Brasil são desrespeitados em sua memória o tempo todo.


                                                                                     Por David Alfredo

O Rui Barbosa mandou queimar toda a documentação sobre o tráfico negreiro, ou melhor, sobre as origens dos negros brasileiros, mas ganhou uma praça só pra ele no centro do Rio e é uma figura que é exaltada, inclusive por muitos negros. 

João Candido, líder da Revolta da Chibata, há 112 anos, que se revoltou contra os castigos (tortura) aplicados aos praças negros da Marinha, teve sua estátua retirada, há alguns anos, dos jardins do Palácio do Catete para ser jogada num canto sujo e nada prestigiado, escondido, na praça XV, quase debaixo de árvores e perto de uma estação de aerobarcos abandonada. 

Como se isso já não bastasse, passando por lá, reparei que uma placa de mármore, que serve como base para a estátua, foi retirada, deixando um buraco que já serve como lixeira e daqui a pouco vai virar dormitório. Nenhuma sinalização por parte da Prefeitura.
Os ícones negros do Brasil são desrespeitados em sua memória o tempo todo. 

Compartilhem essa foto, liguem para a prefeitura do Rio, visitem a estátua, leiam a placa que está "pregada" nela. Aproveitem que a Semana da Consciência Negra está chegando e se conscientizem.

Fonte: David Alfredo (Facebook)

0 deixe seu comentário aqui:

Visitantes recentes

Comentários recentes

Notícias

  © Template 'Kilombo Cultural' by Patrícia Custódio

Back to TOP