Maricá/RJ,

Países latino-americanos devem se manifestar sobre a Década Afrodescendente


Argentina, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Chile, El Salvador, Equador, Espanha, México, Peru, Panamá, Paraguai e Uruguai deverão se manifestar até o dia 30 de março sobre da Década Afrodescendente, que prevê a criação de um plano internacional de ação para afrodescendentes na Ibero-américa. O prazo foi estipulado durante a “Reunião Técnica sobre a proposta do Programa AfroXXI: população e cultura afrodescendente em Ibero-America”, realizada em Brasília. A expectativa é que todos se manifestem a favor da Década.

De acordo com a ministra da Seppir, Luiza Barrios, representantes dos 12 países ibero-americanos e de vários organismos internacionais, entre os quais Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e Fundo das Nações Unidas para a População e ONU Mulheres (UNFPA) discutiram a proposta de programa apresentada pela Secretaria Geral Ibero-Americana (Segib) de manifestar a adesão ao Programa AfroXXI: população e cultura afrodescendentes em Ibero-América.

A idealização da Década Afrodescendente surgiu durante a 22ª Cúpula Ibero-Americana, realizada na Espanha, no final do ano passado. Na ocasião, chefes de Estado e de Governo emitiram um Comunicado Especial sobre Afrodescendentes, onde se comprometiam com os resultados do Afro XXI e reconheceram a importância de impulsionar a criação de um programa de apoio à população e à cultura afrodescendente no âmbito da Ibero-América.

Ainda no evento na Espanha, foram apoiados os encaminhamentos do Afro XXI, entre os quais a declaração de Salvador como “Capital Iberoamericana dos Afrodescendentes”.

Fonte: http://www.baoba.org.br

0 deixe seu comentário aqui:

Visitantes recentes

Comentários recentes

Notícias

  © Template 'Kilombo Cultural' by Patrícia Custódio

Back to TOP