Maricá/RJ,

Morre o escritor Chinua Achebe, um dos pais da literatura africana moderna



O escritor nigeriano Chinua Achebe, 
em janeiro de 2009
O escritor nigeriano Chinua Achebe – estadista, dissidente e que deu origem à literatura moderna na África – morreu, aos 82 anos. "Temo que esta triste notícia esteja confirmada", declarou Mari Yamazaki, porta-voz da editora Penguin em Londres. 

"Ele também era um dedicado marido, pai, tio e avô, cujas sabedoria e coragem são uma inspiração para todos que o conheciam", disse Andrew Wylie, seu agente. Seu livro mais famoso, "O Mundo se Despedaça", foi vencedor do Man Booker International Prize de 2007.

Como nigeriano, Achebe viveu e ajudou a definir uma mudança revolucionária em seu país, da independência à ditadura até à guerra entre a Nigéria e o país separatista Biafra, em 1960. Ele viveu parte da vida adulta nos Estados Unidos, mas nunca parou de clamar pela democracia em seu país e resistia às honras literárias de um governo que ele se recusava a aceitar. 

Achebe ainda atuou na diplomacia durante os conflitos entre o governo da Nigéria e o povo ibo, no final da década de 1960. Em 2002, foi agraciado com o Prêmio da Paz oferecido pela Feira de Frankfurt, na Alemanha. 

Sua vida pública começou na década de 1920, quando morava em Londres e havia finalizado o manuscrito de "Quando Tudo se Desmorona", romance sobre uma tribo nigeriana que sucumbe nas mãos de colonialistas britânicos. 

Recusado por várias editoras, o livro foi finalmente aceito pela Heinemann e lançado em 1958, com um tiragem inicial de 2 mil exemplares. A primeira resenha do livro feita pelo "The New York Times" tinha menos de 500 palavras, mas o livro logo se tornou um dos mais importantes do século 20, um ponto de partida para o pós-colonial.

"O Mundo se Despedaça" foi concebido em uma trilogia que o autor deu continuidade com "A Man of The People" e "Arrow of God'. Ele também escreveu contos, poemas, histórias políticas e uma sátira política, chamada "The Anthills os Savannah" (Os Formigueiros de Savannah, em tradução livre).

Paralisado da cintura para baixo desde um acidente de carro em 1990, o escritor viveu durante anos numa casa no campus de uma escola de artes no norte da cidade de Nova York, onde ele lecionava. Em 2009, ele passou a lecionar línguas e literatura na Brown University. 

*Com informações da AP e AFP

Fonte: http://entretenimento.uol.com.br/

0 deixe seu comentário aqui:

Visitantes recentes

Comentários recentes

Notícias

  © Template 'Kilombo Cultural' by Patrícia Custódio

Back to TOP