Maricá/RJ,

Orixá das ervas é valorizado em Museu


O orixá Ossanha é valorizada no Museu Nacional Ana Nery (Munean). Por ser considerado o caçador das ervas, a divindade recebe relevância pela relação que há entre o uso de folhas e o tratamento de doenças. De curadoria do Babalorixá André Luis Bispo, a exposição Ewe-As folhas que Curam fica aberta ao público de segunda a sábado, no Munean, no Pelourinho, até o dia 10 de março.

Na exposição, que já recebeu mais de 200 pessoas, os visitantes têm acesso ao conhecimento sobre a história de Ossanha e a sua ligação com as ervas e os valores que são cultuados pelos religiosos de matriz africana. Em entrevista cedida ao Correio Nagô, o Babalorixá André Luis Bispo diz que é “importante mostrar como o candomblé colabora para a formação da cultura brasileira. Esta memória tem que ser preservada”, resume André Luiz Bispo.

Há dúvidas sobre a sexualidade de Ossanha. Alguns dizem que ele é um orixá feminino. Mas, segundo o Babalorixá André Luiz, esta divindade pertence ao sexo masculino. Conta a história que Ossanha, “guardião de todas as folhas medicinais e ervas utilizadas nas religiões de matriz africana”, possui a solução para todos os problemas relacionados à cura de enfermos.

Confira os dias e horários da exposição

Segunda – Feira: 13h às 17h
Terça-feira a sexta-feira: 09h às 17h
Sábados: 09h às 12h

Fonte: http://correionago.com.br/

0 deixe seu comentário aqui:

Visitantes recentes

Comentários recentes

Notícias

  © Template 'Kilombo Cultural' by Patrícia Custódio

Back to TOP