Maricá/RJ,

Solane Carvalho

O que temo tem nome de amor.
Pelos caminhos plantei azáleas
pensando ser rosa, couve-flor.

Guardo um compasso para entender com jeito,
o novelo dos meus passos, um dia.

Sei meu nome, minha idade, meu endereço
os outros dados
estão rolando.

Solane Carvalho


Solane Carvalho - Poeta, formada em Letras com pós-graduação em Literatura Infanto-Juvenil e Gêneros Textuais e Interações; 04 livros individuais publicados. Atualmente, Conselheira Titular do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência de Niterói, Diretora Regional da ABRASPP/RIO – Associação Brasileira de Síndrome Pós-Pólio/RJ. e membro do Conselho Consultivo do CVI-NITERÓI – Centro de Vida Independente de Niterói/RJ. Reside em Niterói/RJ.

1 deixe seu comentário aqui:

Lucia Soares 13 de março de 2014 15:30  

amei ver mais um dos seu poemas, saudade de você minha amiga Solane. Beijo no sue coração

Comentários recentes

Notícias

  © Template 'Kilombo Cultural' by Patrícia Custódio

Back to TOP